Sem-categoria

::: O final de semana do feriadão já passou. Aliás, a segunda-feira já tá quase passando. Mas a melancolia e a solidão dos dias passados ainda permanecem. E o “pior” (nao que eu ache tão pior assim) é que é uma solidão consentida e desejada. Hoje eu queria, desde cedo, ficar só. E agora (19h20. post feito no bloquinho de papel) dei uns ‘toquinhos’ nos celulares de alguns queridos que estão lnge. Amigos esses que estão muito longe para eu fugir para um abraço/colo/ombro. Alguns retornos – ligações desesperadas de quem não conhecia o toquinho ou um torpedo perguntando o que há – meio que “preencheram” o dia. E até um leve sorriso de “eles estão aqui” se esboça… pessoas queridas realmente completam a vida…
***
23h15: infelizmente, pessoas queridas não são impassíveis de causarem decepção. Acontece que eu sempre espero muito mais do que os outros podem//pensam em/querem dar… e eu só me ferro, porque sempre perco a medida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s