rina pri

So long, farewell, auf Wiedersehen, adieu…

::: Hoje foi dia de dar tchau. Muitos, de uma vez só. Em um deles acho até que fui dura, seca, um torpedinho e pronto. Mas autopreservação pode ser uma merda também, principalmente quando a gente ainda não sabe usar direito. Mas doeu mesmo foi o último, agorinha, via msn, de um que ainda estava arrumando mala pra ir amanhã de madrugada. Porque juntou o de todo mundo nesse um tchau: o de quem tá na casa da nova família e não deu pra dar um abraço de tchau, nem tchau via msn; o do que eu vou ver em poucos dias; o do bagunceiro-mor; até mesmo da que vai e volta. E deu saudade também de quem tá longe e talvez eu veja ano que vem, ou de quem tá longe e totalmente sem previsão de matar as saudades. E essas saudades todas doeram, viu… :/ E se as últimas semanas já não têm sido boas, parece que tudo estourou hoje (talvez ajudado, também, por conversa de “por o papo em dia” hoje de tarde, incluindo os problemas e perrengues). E agora eu to aqui, querendo colocar tudo pra fora mas me segurando igual a uma boba. Eu preciso mesmo é voltar a caminhar, de verdade. E logo. Amanhã. Não, ontem. Pra ver se as endorfinas e outras substâncias são liberadas e fazem efeito…

:(:(:(

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s