rina pri

Tradução

::: Porque a Flávia pediu a tradução, daí, já que tava feita, resolvi colocar aqui. Do texto do filme de ontem 🙂

Garotas são ensinadas um monte de coisas enquanto crescem: se um garoto te bate, ele gosta de você; nunca tente aparar sua fraja; um dia você vai conhecer um cara maravilhoso e terá o seu próprio final feliz. Todo filme que vemos, toda estória que nos contam imploram para que esperemos por isso: a virada do terceiro ato, a inesperada declaração de amor, a exceção à regra. Mas algumas vezes estamos tão focadas em encontrar o nosso final feliz que não aprendemos a como ler os sinais. Como distinguir aqueles que nos querem daqueles que não, dos que ficarão e dos que irão embora. E talvez o final feliz não inclua um cara, talvez seja você, sozinha, juntando os caos e começando de novo, se libertando para algo melhor no futuro. Talvez o final feliz seja apenas seguir em frente. Ou talvez o final feliz seja isso: saber, afinal, que ligações não retornadas e corações partidos, através das asneiras e dos sinais mal lidos, da dor e da vergonha… você nunca desistiu da esperança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s