Publicado por: Rina Pri | 04/01/2010

Mini-férias

::: Então que eu comecei a escrever um post no natal. E tá aqui nos rascunhos, mas eu nem lembro mais qual era minha linha de raciocínio… daí passou o natal, a Taty chegou aqui dia 25 e viajamos dia 28 cedinho. Mini-férias em Búzios!!! Ficamos uma semana por lá, voltamos hoje. A viagem foi ótema, só ficou ruim ontem porque ganhei uma amigdalite de brinde e aí já viu, dói o corpo, febre… e a nimesulida não tava resolvendo. Chegamos em casa, deixamos as malas e fomos pro pronto-socorro. Daí continuo com a nimesulida, pra dor e febre, e to tomando azitromicina, pq a coisa tá feia…

Mas falemos de coisas boas!!!

Nos últimos dias do décimo segundo mês do último ano da primeira década do século 21, e nos primeiros dias do primeiro mês da segunda década do mesmo século, foram Rina e Taty para Búzios. Começando bem ao estilo do livro de Daniel huahuahauhauhau

Búzios é linda! Mas não váp ara lá em alta temporada, nem solteira com amigas. Sério… Alta temporada tem TODOS os problemas de lugar lotado – tá, vá em média temporada, tipo meio do verão. MAs não na última semana. E vá com seu namorado, esposo, sua família. Era isso que tinha lá. Grupos de amigos, pouquíssimos. E a maioria sub-21 huahauhauahua. Homens lindos pra todo lado, devidamente acompanhados de suas donas e/ou alianças. E/ou crianças. Entendeu, né?

Na segunda de noite fomos comer no Sawasdee, restaurante tailandês. Geeeeeeeeeeente, que coisa maravilhosa!!!!!!! Eu nunca tinha experimentado comida tailandesa e digo que comeria lá todos os dias… ficamos com um camarão com leite de côco, vegetais e outros temperos. Taty disse que nunca tinha provado nada igual. Eu, como to mais acostumada com comida bahiana, fiquei com essa lembrança – pelo leite de côco, camarão… deu saudades dos almoços de vatapá e caruru (e pudim de queijo) na casa de tia Lenita – e também com o gosto maravilhoso dessa comida que me fez flutuar… era essa a sensação!

Depois do jantar, enfrentamos uma chuvinha (o chuvão já tinha passado) pra chegar no Lapa 40º, que inaugurou lá depois do natal. Na segunda era show do Diogo Nogueira, que eu nunca tinha ouvido (e me senti uma ET lá hauhauhau), mas gostei moooito (aí, meninas, eu realmente gosto de samba! kkkkkkkkk *piada interna*). Na saída, mais chuva. E daí que na terça de noite minha garganta começou a dar sinais de dor 😦

Na terça, fomos em Geribá pela manhã, acho que a praia mais famosa/pop. De noite fizemos uma saidinha light, porque na quarta era dia de MERGULHO!!!!!!!!!!!

Geeeeeeeeeeente! Que sensação de-li-ci-o-sa estar láaaa no fundo do mar! Vimos mooitos peixes e ouriços e corais, tartarugas… foi uma diversão só! Melhor teria sido se eu não tivesse mareado tanto ahuahuahau. Ainda bem que nao pus os bofes pra fora!

Quarta de noite eu realmente nao lembro o que aconteceu hahah.

Quinta, dia 31, o dia estava bem nublado. Apesar de termos saído de biquinis, não rolou praia. Andamos, compramos (êêêêê), fomos no banco (láááá em Manguinhos – a gente tava na rua das Pedras, centrão). Compramos ingressos pra festa de reveillon e fomos descansar um pouquinho. De noite, saímos pra Geribá, festa da Privilege. Chegamos lá umas 23h e parecia que estávamos num velório, ou num ponto de ônibus no final do dia, tão ruim que a cara de todo mundo estava. Dançamos um pouquinho e fomos procurar um lugar pra esperar os fogos. Depois da meia-noite o povo animou (graaaaaaaaaaças a Deus) e caímos no putzputz. Música eletrônica na veia até umas 4h, quando nossos pés não aguentavam mais!!!

Passamos na pousada, pegamos nossa garrafa de prossecco (phynas!) e fomos pro cais do centro pra ficar à toa. Lá encontramos com Rafael, um guri muito do bacana e desmioladinho huahuahau. 23 anos, formado em Desenho Industrial, divertidíssimos. Rimos muito com ele até quase 6h. Daí fomos pra pousada e colocamos biquíni, numa tentativa de um mergulho – mas a água estava MOITO gelada. Molhamoss os pés e fomos dormir até meio-dia, depois de um nascer do sol lindíssimo!

Sexta partimos de tarde pra João Fernandes, uma praia linda. Não deu tempo de ir em João Fernandinho, nem em Azeda/Azedinha e em outras praias. Uma pena 😦

Sábado foi programa de índio – compramos um pacote de passeio pra Arraial do Cabo/Cabo Frio. Seria bem legal, se não fosse o trânsito impossível – a ida demorou o dobro de tempo que deveria. Em Arraial pegamos a escuna e fomos passear em duas praias de areia MUITO BRANCA, na tal Fenda de Nossa Senhora e Gruta Azul. Mar agitado, vento bom, AGUA COM PEDRINHAS DE GELO (aos capixabas: igual ou pior à praia da Costa!). Fomos de bote até a primeira praia, na segunda só demos um mergulho perto do barco e ficamos na escuna pra tomar sol.

Almojantamos às 18h, em Cabo Frio. E chegamos na pousada pelas 21h. Mortas… foi tomar banho e arrumar as malas pra eu capotar bunito até hoje. E só acordei porque a Taty chamou!

A viagem de volta foi tranquilissima – quer dizer, depois que chegamos na BR 101. A estrada que liga Rio das Ostras à BR tava TAO engarrafada que deremos 50 minutos pra fazer um trecho de menos de 2,5km. Ainda bem que a BR tava lindamente livre :} Fizemos a volta em 7h30, por conta do atraso no engarrafamento + paradinha no posto Flecha, de Campos, pra um lanchinho. E Taty dirigiu a volta toda, porque eu tava bem ruinzinha da garganta… como disse, chegamos em casa, largamos as malas e fomos pro pronto-socorro…

Já to melhorzinha, mas amanhã não vou trabalhar, ao menos não pela manhã. Devo editar artigos de tarde e ir na empresa só pra gravar. Tudo vai depender de como eu acordar!!!

Bom, escrevi tudo de uma vez porque a pousada era tão bacana que o wi-fi de lá não pegava dentro do meu quarto (era tipo num subsolo, saca? tenso…). Nem o wi-fi, nem o 3G da Claro ¬¬. Daí eu queria ter postado os vídeos que fizemos na viagem, as fotos, tudo aos poucos, e nao rolou. Então vai tudo durante a semana…

Anúncios

Responses

  1. Amei o diário de bordo! Invejeeenha!
    Fui a Búzios em 2000 e adourei!
    Melhoras, chéfia!

  2. Ei Rina, que viajem bacana! Quero muito conhecer Buzios e Arraial e quero muito mergulhar la tb! Apesar que fiquei surpresa por eles terem deixado vc mergulhar com amigdalite! Ah eu amo mergulhar, da uma paz ne!
    Ma sainda acho que vc toma muito remedio! hahaha bjos e feliz ano novo!!!!

    • karla, vá sim. é óóóótimo! e eu nao tava com amigdalite ainda no dia do mergulho… quer dizer, na quarta a garganta tava ruinzinha, mas a coisa evolui mesmo foi sexta de noite. Pior que isso foi a Taty, que nao sabia nadar e mergulhou! huahauhauhau
      E eu tomo remédio mesmo. odeio ficar com dor e me sentindo mal 😛


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: