Publicado por: Rina Pri | 27/04/2011

Ah, Paris…

::: Eu não gostei de Paris no início. Depois de uma viagem cansativa, de 15h num trem, em uma cabine apertada (pra 6 pessoas), me deparei com um hotel sem elevador – e nós estamos no quarto andar (na janelinha lá de cima, onde Vivi sempre aponta e fala “mora gente lá”).

No domingo de tarde, depois de banho e um descanso rápido, fomos visitar os arredores. Estamos do ladinho do Quartier Latin e de frente pra catedral de Notre Dame. Um lugar privilegiado (mas sem elevador hahahah).

Na segunda fomos logo na torre Eiffel, que é enoooooooooorme, liiiiinda. De lá passamos pelo Trocadéro, uma “casa de campo” da rainha Catarina. De lá fomos até o Arco do Triumfo, Champs Elisées e terminamos em Montmartre, na Sacré Couer, que é lindíssima. Subimos pra lá de funiculário, um tipo de elevador-bondinho, aberto, sob trilhos, que vai na inclinação do morro. Andamos por Montmartre, que é uma região cheia de coisas lindas, lojas de fofices, restaurantes charmosos. Terminamos na frente do Moulin Rouge!

Voltamos, exaustas. Achamos um restaurante oriental, especializado em comida chinesa e tailandesa. Jantamos lá na segunda e na terça! Preço ótimo e comida ainda melhor J. Só não voltamos na quarta porque estava fechado! Quer dizer, voltamos, mas tava fechado 😛

Na terça fomos no Castelo de Versailles, mais um lugar liiindo. Era o lugar que Vivi mais queria ir, não estava nos meus planos, mas não me arrependi nada em gstar um dia inteiro por lá! Na verdade, teria me arrependido de não ter ido! Fizemos castelo, jardins e o grand e petit Trianon (os domínios de Marie Antoinette). Gente, que loucura!!! O Castelo é gigante e maravilhoso, os jardins são monstruosamente grandes e magníficos (imagina cuidar daquilo na época em que vivia gente lá!), e os Trianon são chiquéééérrimos!!!

Na quarta fomos no Louvre. Era pra ter ido no Instituto do Mundo Árabe antes, mas chegamso lá às 9h e faltava 1h ainda pra abrir ¬¬. Aí fomos direto pro Louvre, mais um lugar fantástico. A fila foi bem rápida, menos de 40 minutos (na torre Eiffel foi mais de 1h). E lá dentro, realmente, é um mundo. Até que eu consegui andar em bastante coisa, vi muitas obras, esculturas, pinturas, os apartamentos de Napoleão, ufa! Parei mais por cansaço e dor nos pés do que por vontade e falta do que ver 😛 Isso foi depois de umas 3h30 andando!

De lá fomos na Galerie Lafayette, na de Montmartre (tem uma em Montparnasse também). É um grande shopping, com vários estandes de marcas diferentes (não são “lojas”, porque não tem paredes entre elas. São estandes mesmos, abertos). É MUITA coisa. Fomos do -1 ao 4 andar, ainda tinha coisa pra cima e “pros lados” (loja para homens e de casa). A gente já tava suuuper cansada, pés doendo horrores. Nenhuma de nós comprou nada, porque as coisas não estavam baratas (apesar dos descontos) e porque não tinha muita coisa que cabia na gente :/ ces’t La vie…

De lá voltamos, pra jantar. Como o nosso restaurante de todo dia tava fechado, fficamos numa brasserie (acho que é esse o nome). Depois passamos numa boulangerie pra comprar uma baguete, no marché (mercado) pra comprar um vinho) e na fromagerie (hahaha sei lá o nome, é fromage alguma coisa, loja de queijos) e compramos uma pasta de queijo (tipo ricota) com pepino picadinho (uma deliiiicia), um pedacinho de um outro queijo lá e nos seguramos pra não comprar mais nenhum (até porque a gente não sabia nem o que comprar, de tanto queijo!

No hotel, arrumamos as malas e tomamos vinho, comemos queijo e tentamos comer a baguete (o pão é duro!). Fizemos um piquenique durante a arrumação das malas (e me deu saudades da Ade e das cozinhações na casa dela…).

Parênteses para o vinho: sem saca-rolhas (e não vimos no mercado), a gente precisou empurrar a rolha pra dentro da garrafa. Isso é mais difícil do que parece. Usamos cabos de 2 escovas e uma tesourinhas de unhas hahahaha. Foi difícil, sujei um pouquinho da colcha da cama e a toalha de banho, mas consegui!!!

Amanhã de noite Vivi volta pro Brasil, eu sigo pra Londres, de trem, às 16h. Pela manhã devemos ir na Notre Dame antes do café da manhã, depois café e andar pela região. Meio dia fazemos o check out e cada uma segue seu rumo 😦

Se Paris não foi tão querida no início, o saldo final foi positivo 🙂 Mas não é aquela coisa “ahhh, Paris, linda, maravilhosa, amo, je t’aime”. Quero voltar, com certeza, pra ver tudo o que faltou. Mas pra escolher um destino, fico com Roma, facilmente!

Até aqui, a viagem foi maravilhosa. E duvido que Londres vá deixar a desejar…. éLondres, né… é meu sonho de consumo 😛 Chego e vou de trem pra casa de Karla. Salto em St. Pancras, de lá pego um metrô até Moorgate e de lá pra Tower Hill. Daí saio da estação e vou até a estação de trem, em Fenchurch Street. Diz Karla que são 2min de caminhada, espero mesmo, minha mala ta grande e pesada!!!!

Alias, quase que não consegui fechar a mala 😛 Mas consegui alcançar meu objetivo: deixar a mala demão só para as nécessaires e acessórios, como livros, netbook etc. Inclusive a minha bolsa de mão deve ir lá dentro!

Anúncios

Responses

  1. […] é um ocre, um bege. Apesar de eu ter falado que não gostei muito de Paris, a cidade é, sim, linda. Aquelas paisagens, aqueles locais… quero voltar lá, também, mas […]

  2. […] Bonjour Paris! […]

  3. […] Bonjour Paris! […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: