Publicado por: Rina Pri | 22/06/2013

Atividade do dia: não fazer nada

::: Ontem eu planejei o meu sábado: arrumar umas coisas em casa (as malas, eternas, que não se desfazem sozinhas), lavar roupa e cozinhar – lasanha, almôndegas, franguinho assado (filezinho), tomatinho confit. Tudo fácil e rápido, no esquema “faço um enquanto o outro tá sendo feito”.

O plano também envolvia acordar tarde, sem despertador.

Aí eu acordei. 9h30. Xixi, cama. Tava dolorida – sonhei que estava voltando de viagem com minha mãe e minha avó, dos EUA, e eu perdia o vôo, minhas malas e bolsa de mão já tinham ido. Aí eu fui fazer alguma espécie de BO no aeroporto e me entregaram uma mochila com uma toalha, um cobertor, uma camiseta. Eficientes esses americanos. Mas perder o vôo e deixar as duas véias sozinhas me deixou tensa. Acordei com os ombros doloridos.

Dormi de novo. 11h40. Peguei o celular, olhei as notificações (as pessoas hoje acordaram cedo), virei pro canto, dormi mais um pouquinho. 13h e uns quebrados. Só levantei lá pelas 14h30 – e devo ter cochilado nesse meio tempo, mas fiquei pensando em toda a programação e em como eu realmente queria fazer nada.

Nada do verbo “não ter nenhuma obrigação”. Fazer se e quando quiser. O que quiser. Até mesmo minhas unhas, que preciso fazer – e quero, mas tenho preguiças. No plural mesmo, são várias.

Porque a gente já tem que fazer tanta coisa, tem tanta obrigação nessa vida, que de vez em quando precisa parar, né? E essas obrigações só aumentam!

Então eu mudei o planejamento do dia: hoje eu vou fazer o que eu quero. Se cozinhar, vai ser porque quero (e preciso comer, ok). Por roupa na máquina, idem (esse é o menor do problemas, né, o trabalho não é meu!). Fazer as unhas, se assim tiver vontade. Ler ou ver seriado, pra mim tanto faz. Quero ficar em casa, descansar, conversar pouco ou nada (pouco = interagir nos grupos de whatsapp e facebook, se isso for necessário – aka se chamarem por mim). Até porque amanhã eu tenho que trabalhar, eu me propus trabalhar em casa, em fazer coisas que eu não consigo no escritório, que prefiro fazer em casa, sem interrupção.

Nesse momento eu sei que vou descer e ir no mercadinho comprar molho de tomate. Porque essa lasanha danada tá na minha lista de desejos tem três semanas e é hoje que eu mato isso!

Hoje eu quero que minha maior dúvida seja “sofá ou cama”. (e okokokok, podia ser uma dúvida sofá-cama muito mais divertida, mas isso não vem ao caso e eu não vou comentar porque, né…)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: