Publicado por: Rina Pri | 19/08/2013

Elogios, bochechas vermelhas e autoestima

::: Eu não acho que meus pais me elogiaram pouco. Na verdade, eu não lembro, mesmo, de elogios. Não sei dizer se fui “elogiada” quando pequena ou não. Mas acho que fui, porque meus pais são bacanas hahaha. Sério, não lembro.

Mas gostaria de lembrar. Porque eu fico MUITO sem graça ao receber elogios. Seja de amigos, de um paquera (ainda se usa isso, gente, “um paquera”?), eu fico realmente sem graça. Imagina então quando é um grupo inteiro…

Eu não sei reagir. Aí eu rio. E fico vermelha, obviamente – de sentir o rosto esquentar.

E, sim, eu tenho uma vida muito exposta – eu tiro fotos e publico coisas e quero, obviamente, que as pessoas reconheçam. Quero que achem minha foto bonita, que gostem dos links que compartilho etc. É bom ter reconhecimento pelo seu trabalho – seja uma foto da minha pessoa ou alguma imagem que eu fotografei, um texto escrito ou um link (eu compartilho um tanto de coisa, né. Diz eu que faço curadoria de conteúdo hohoho). Então não é que eu não goste do elogio (não sou besta e tenho ego). Mas eu não sei lidar com ele, quando acontece.

Eu não me acho feia. Eu gosto da minha figura, aprendi a me achar sexy e tudo isso. Aí alguém vai e tira uma foto minha, publica e chovem elogios. E eu? TRAVO. Sério.
Fico sem ação… A foto ficou bonita, sim. Eu gostei, tanto que republiquei. MAs gente… como lhe dar com isso?

Aconteceu hoje. Ontem, eu cantei com o Kol Brasilis pela primeira vez. Claro que fui arrumadinha, né! Aí publiquei um trechinho da música que eu solei (uma frase só :P) e algumas fotos que tiraram. A pessoa que tirou a foto postou no grupo que participamos (grupo secreto, segredo, não conta pra ninguém). E aí um monte de gente falou que eu to linda etc. Homens e mulheres. Gente que já falou isso de outras vezes. E eu fiquei, do lado de cá da tela, vermelhíssima de vergonha – tão vermelha quanto o batom que usei ontem.

Eu não sei lidar com isso. Eu não sei lidar com as pessoas achando – e falando – que eu sou linda e tals. E isso não tem a ver com baixa auto-estima (acho). Porque né, eu me acho bonita, eu me curto e (acho) que me garanto. Então a auto-estima tá ok. Acho mesmo que isso tudo tem a ver com insegurança. Sei lá. Eu sou a rainha dos achismos e, nesse assunto, vou continuar assim por um bom tempo.

Sim, eu tava bonita. Eu trabalhei pra isso, afinal de contas. Mas aí começam aqueles elogios todos e eu fico igual uma besta achando que é muita babação de ovo, no bom sentido. Eu fico sem saber o que responder. Além de um “:) brigadu!”, o que mais a gente fala? E quando os comentários vêm em série num mesmo post, eu respondo de todo mundo? Mando um “obrigada, seus lindos”? Affffff

Eu sempre disse que não me acho, tenho certeza. Mas aí vem umas coisas assim e a última coisa que eu tenho é certeza.

Vai entender.

 

Update: Kol Brasilis cantando Estrela, de Gilberto Gil. E eu morrendo de vergonha.


Responses

  1. Essa cerejinha tenra fica ainda mais linda quando envergonhada.

    • Galenteador Chud Zone Mascarado Faria Diliça de mai laife: TU NAO PRESTA!❤

  2. eu sou suspeitíssima, pq sou tua fã, mas… tem que ver se não é vergonha! Vergonha é legítimo, oras! (eu também tenho)

    • ahahah minha fã! “A” Lucia Freitas diz que é minha fã! _o_
      Muito amor por tu, dona Joaninha!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: