Publicado por: Rina Pri | 25/09/2013

Blablablá whiskas sachet

::: Querido diário, faltam 2 dias e faltam 6 dias.

Falta 2 para eu viajar, faltam 6 para o evento (oi, hoje ainda é 24, eu ainda não dormi).

Faltam seis dias, apenas, para o primeiro evento que está realmente sob minha responsabilidade. Faremos (errr… o E-Commerce Brasil fará) um evento internacional na próxima segunda, dia 30. Em Chicago. ECommerce Brazil Meeting – Chicago. Sim, estou enlouquecida. Sim, tivemos problemas. Não, não me culpo por todos eles.

Ansiedade tá no talo. Semana passada roí todas as unhas, essa semana não estou dormindo direito, apetite diminuiu – pra não dizer que NADA me tira a fome, estresse nesse nível atual tira. Eu simplesmente esqueço de comer. Quem me lembra é meu organismo, que fica fraco e me deixa tonta.

ENFIM.

Teremos o evento. Pra completar, eu serei moderadora dos dois painéis. OMFG.

eu. vou. falar. em. público.

Mas vamos deixar isso de lado por um tempo, se não eu piro de vez mesmo. Deixa pra eu me preocupar com isso só a partir de amanhã, quando vou sentar pra conversar e estudar os assuntos.

Mas então, teremos os eventos. Além de tudo, um evento. Estou há 2 semanas (completas exatamente hoje) com isso como minha prioridade máxima de vida. Chat do facebook fechado por quase o dia todo, isso quando eu não fecho totalmente a aba do FB. Nem falo mais do twitter, já que tenho usado muito, muito pouco. Whatsapp eu sumo dos grupos mas acesso várias vezes ao longo do dia pra poder tirar a maldita bolinha vermelha das notificações. (sim, eu sei que dá pra desativar as notificações, tanto no celular como no aplicativo).

Aí’acaba o dia de trabalho. Eu poderia vir pra casa descansar, mas como resolvi fazer dieta – e estou muito firme no propósito, eu chego em casa e vou cozinhar. Pra comer direito. Porque não tem nunca nada pronto.

Aí de vez em quando eu paro e faço várias comidinhas e deixo pronta. Fiz isso esses dias atrás e por isso não morri de fome nem chutei o pau da dieta.

E desde semana passada que eu estou tentando fazer o meu itinerário de viagem – porque de Chicago eu vou pra San Francisco \o/ de férias \o/. Olho um site, outro, outro, volto, mudo de assunto, retomo e não sai nada. Aí vou assistir seriado. Filme. Qualquer coisa. Não concentro em nada.

Em resumo: ta foda.

Falta gás até pra ficar olhando pra timeline do facebook como quem admira peixes em um aquário.

Ontem foi um dos piores dias das ultimas semanas (tirando quarta-feira passada). É que, no topo de tudo, veio a TPM. Mas ao menos não menstruarei durante a viagem, ponto positivo (Poliana feelings).

Hoje começou terça e acabou quarta. Eram 16h40 quando olhei o relógio e achei que era 4a. Mas não era. Ainda bem, porque amanhã, quarta, eu tenho muita coisa ainda pra resolver e fechar.

Acho que pela primeira vez nos últimos meses eu não sumi por cansaço, porque não queria falar com ninguém ou coisa assim. Sumi porque não deu tempo. E por esgotamento, já no final do dia.

Por incrença que parível esse é o segundo ou terceiro post em dias seguidos. Acho que o estresse realmente tá diminuindo, algo assim, e aí minha cabeça funcionou. Ou não. É só necessidade de falar mesmo.

“Mas Rina, fale com uma pessoa”. Olha, na boa? Se tem coisa que eu não gosto é de gente monotemática. E nos últimos dias meu único tema é esse evento e o meu cansaço. Então, não tenho muito o que dizer. Já comentei com algumas pessoas e já inclusive pedi pra mudar o assunto (vamos falar de tekpix? iogurteira toptherm?).

Hoje não foi um dia menos apertado que os anteriores. Mas ver algumas coisas se organizando obviamente trouxe calma pra mim. Mas a noite foi tão, tão boa que fechou muito bem🙂

Fui com uma queridíssima de Vitória numa premiação de livros infantis e juvenis que ela estava entre os finalistas (1300 textos enviados, 10 finalistas, ela lá. Infelizmente não foi a grande vencedora…). Foi uma coisa totalmente diferente do que eu estou acostumada. O evento – Prêmio Barco A Vapor – homenageou a Tatiana Belinky, escritora infanto-juvenil que, entre outras muitas coisas, foi a primeira pessoa a adaptar a obra de Monteiro Lobato pra teatro e tele-teatro (tipo TV, saca?). Eu não a conhecia mas já a amo. “Pra que livro com moral? Porque ditar o que a criança tem que pensar? Deixe que ela pense por si própria”. Ela falou isso (well, não exatamente com essas palavras)  e eu já a amo. Vou procurar livros dela pra Ana Luiza etc e tal.

A Sil não ganhou o prêmio, mas eu ganhei a noite, pelo evento e principalmente por revê-la.

Aí eu cheguei em casa e ganhei uma demonstração de carinho tão grande que realmente chorei. Porque é bom se sentir cuidada, sempre, mas principalmente em momentos em que a gente precisa se segurar pra não desabar nem deixar nada cair. Fazer malabarismos requer que a gente deixe de prestar atenção um pouco em si mesma… não é bom, mas não tem muito jeito.

Aí, no meio dessa felicidadezinha eu percebi que me tornei uma dessas pessoas meio complicadas. E eu realmente gostaria de ser mais simples. Vou tentar voltar a isso.

Ao mesmo tempo, fico me perguntando se não é uma cobrança besta. Do tipo “carai, eu não posso mais ter problemas? eu tenho que sorrir sempre e estar sempre com vontade de conversar?”.

A pergunta ficou no ar. Mas não vai estragar minha felicidadezinha. Resolvi que não. Não tem pra quê. Vou pensar nisso, vou tentar melhorar. Mas essa leveza de hoje vai permanecer.

E amanhã, se tudo der certo, o chat até ficará aberto. Então, pode dizer oi. Eu juro que não vou morder.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: